Tag: eventos

O maior motivo do fracasso é que as pessoas desistem muito, desistem de tudo, o tempo todo. Desistem do trabalho, do curso, do casamento, das amizades, da academia, dos compromissos. Parece muito óbvio, mas não é tão simples. Porém é fácil analisar porque essas pessoas não têm e não terão sucesso na vida.

Um exemplo comum é quando você possui um compromisso pela manhã, como um curso, e, ao acordar, está com preguiça, o dia está chuvoso, frio. “O trânsito está caótico”, avisa o telejornal, e você, então, desiste de ir. Esse é um padrão que algumas pessoas têm, um hábito, uma rotina. Quando algo as desagrada, sentem-se desconfortáveis e simplesmente desistem.

Digo firmemente que quem quer atingir o su­cesso não pode desistir do que começa. Você tem que terminar. Se cansou, descanse, mas o importante é sair de cabeça erguida de todas as situações e, com a medalha e o diploma na mão, comemorar os anos de trabalho, as vitórias, as bodas de ouro, e nunca desistir.

As pessoas que não terminam seu percurso não sairão vencedoras. Se você desistiu, não pode ganhar. Desistir é igual perder. E, quando pensar em desistir, lembre-se dos motivos que o fizeram aguentar até agora. Imagine se você tivesse terminado tudo o que começou nos últimos cinco anos. Se você mudar sua atitude hoje, e terminar tudo o que começar nos próximos cinco anos, imagine como será a sua vida. Uma dica é se entregar cem por cento. Quem não se entrega totalmente não se permite a vitória e, na maioria das vezes, por preguiça. Muitos não sabem viver essa entrega. A sociedade está baseada em só fazer o suficiente para passar, e não faz o menor sentido apenas “sobreviver”.

Muitas vezes desistimos de algo pelas pe­quenas dificuldades ou obstáculos. Mas há uma diferença entre persistência e insistência. Existem pessoas que insistem em relacionamentos noci­vos, em pensamentos negativos, em negócios sem planejamento. Mas também há as que desistem perante a primeira dificuldade. Tem sucesso quem é resiliente e não desiste. A nossa vida é um milagre. Uma chance em 250 milhões até chegar ao óvulo. Nós conseguimos e não podemos transformar essa dádiva em apenas “sobrevivência”. Faça o máximo possível, viva todo o seu potencial. Não se importe com os outros, dependa apenas de você, pois esse é o seu milagre.

No livro O maior vendedor do mundo, de Og Man­dino (Editora Record), há uma frase que resume bem esse sentimento: “o fracasso jamais o surpreenderá, se a sua decisão de vencer for suficientemente forte”. E, mesmo que algo não dê certo, tente aprender com os resultados. Encarar os eventos indesejados como aprendizagens e não como fracassos vai ajudá-lo a ter sucesso lá na frente.

No livro Jovens Empreendedores (Editora Leader), do qual sou co-autora, falamos sobre a importância de sonhar, persistir, trabalhar duro e ser leal para empreender. As oportunidades e o caminho para o sucesso, e o que o fracasso, e não a escola, ensina sobre empreendedorismo social. Vale a leitura!

Etiquetas: , ,