Tag: clientes satisfeitos

Receita é vaidade, lucro é sanidade e caixa é rei!

Vocês já ouviram essa frase?

Como empresária não há nada mais desmotivador do que ver o investimento do seu sonho indo por água abaixo mês à mês. E sem saber o que fazer para manter um fluxo de caixa saudável, muitas vezes abrimos mão de um negócio que tinha tudo pra dar certo.

É por experiência própria que digo que o crescimento suga o caixa.

Quando minha empresa tinha 15 anos, eu estava com o maior faturamento da história, foi justamente naquele momento que eu fiquei sem caixa.

E como podemos resolver essa questão? Neste texto você poderá percorrer os meus passos e coletar algumas dicas que poderão mudar o seu mindset sobre o assunto.

Antigamente a cultura era acumular coisas e, consequentemente acabávamos fazendo dívidas e mais dívidas. E aqui vai a primeira dica:

1 – Fuja das dívidas!

Os bancos, principalmente, são verdadeiras armadilhas pra quem quer escapar das dívidas. Geralmente são os primeiros à quem recorremos na hora do aperto, por estarem mais perto do nosso alcance, muitas vezes não estudamos qual a melhor forma de resolver a situação negativa.

 

2 – Volte pra empresa, olhe de fora, e pense “Se essa empresa não fosse minha, oque eu faria”?

 

É uma pergunta simples mas que pode ser o ponto-chave para refinar o seu olhar. Quando focamos no problema, é natural nos esquecermos do entorno dele, ou seja, agimos com o nosso coração.

Meu irmão é extremamente coração e eu também sou muito coração, na nossa empresa faltou a razão. Então, entramos em um ciclo que não foi positivo pela falta de razão, de sanidade e de lucros, e por olhar a empresa com muito amor, como se fosse um filho e não tomar as decisões corretas que deveriam ter sido feitas. Isso me trouxe muita dor e muito prejuízo.

 

3 – É válido vender imóvel pra pagar a dívida?

Acredite, isso será apenas um analgésico, não irá curar a sua dor de fato. Antes de tomar qualquer decisão, compreenda o porque a empresa está naquela situação, e só depois, com muita coragem, tome a decisão certa naquele momento.

Eu tive que passar uns 3 meses pra racionalizar e tomar as decisões. Hoje, como eu já passei por isso, eu tenho uma maior facilidade de encorajar outras pessoas a fazer a mesma coisa.

Tá com problema? Calma, é só pensar “Essa empresa não é minha, o que eu fazer?” Vai doer, vai sangrar, mas no futuro as pessoas vão te agradecer.

4 – Pé no chão

 

Einsten já dizia “Nunca resolva um problema no momento em que ele foi descoberto”, isso porque nesse momento nossos pés saem do chão. Para decisões relacionadas ao seu fluxo de caixa o mais indicado é fazer as contas e pensar muito bem antes de se endividar.

Como eu já disse aqui no blog, são nestes momentos maus difíceis que as mentorias fazem toda a diferença, recorra à mentores de sua confiança e não caia no fluxo de caixa negativo.

Ser empresária e empreendedora muitas vezes requer conhecimentos que ainda não temos, mas nada impede de nos apoiarmos em especialistas, é um investimento necessário, não queira fazer aquilo que você não sabe, isso pode prejudicar o seu negócio e acabar com o seu sonho.

Essas são algumas dicas que deixo pra você!

 

Quer fazer parte do meu grupo de Empresárias de Alta Performance? É só acessar por aqui:

Quero ser  uma Empresárias de Alta Performance

 

Continue me acompanhando por aqui e também pelas minhas redes sociais!

Facebook, Instagram e LinkedIn

 

Aqui tem o vídeo completo deste conteúdo:

 

 

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Um exemplo muito simples: Existem duas empresárias, eu e uma chefe de cozinha, ela tem a habilidade de cozinhar. As duas ganham a mesma receita para fazer um bolo, quem você acredita que se sairá melhor? Claro que será a outra empresária.

O sucesso não tem uma receita previsível mas ele deixa rastros por outras pessoas que já passaram por determinadas situações parecidas ou iguais, e elas podem te ajudar em relação à isso.

Hoje, ao longo dos meus 18 anos empreendendo tenho diversos conhecimentos, de não ter fluxo de caixa, colaboradores saindo da empresa, clientes insatisfeitos, e como gerimos essas situações de crise?

Todas as empresas vão passar por diversas situações, existem dores diferentes para cada fase da empresa, dores de empresas que estão na fase de sobrevivência, que estão na fase de crescimento, fase de contratações, etc. Se você seguir o rastro de outras empresas ou empresárias isso vai encurtar o seu caminho.

Nesse tempo todo, passei por diversas mentorias, tanto pagas como as que eu passei por fases de seleção. E foi aí que caiu a ficha, porque até então, como comecei à empreender muito cedo, eu ia lendo o livro e fazendo o que o cliente quer, afinal ele é o nosso “guru” .

Eu sempre fui estudando, ouvindo o cliente e fazendo. Quando você convive com outros empresários, onde mentes coletivas pensam no mesmo problema, isso encurta o tempo.

Estamos na 4ª Revolução Industrial, a era do conhecimento, uma era totalmente cognitiva, onde temos o conhecimento e precisamos compartilhar esse conhecimento, é tudo co-criado.

E graças aos mentores que tive ao longo da minha carreira, acordo todos os dias com a missão de empoderar mais e mais carreiras, seguindo o meu propósito de vida!

Quer mais conteúdo?

Confere agora o vídeo completo!

 

Vai empreender e não sabe como começar? Eu te ajudo!

Fiz uma série de vídeos para Empresárias de Alta Performance e tenho certeza de que irão te ajudar nesse momento.

É só acessar Quero ser uma Empresária de Alta Performance

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , ,